quinta-feira, 9 de junho de 2011

Quando a paciencia acaba

Nossa, ontem a Cecília me tirou muito do sério.
Ela esta naquela fase de me desafiar, se eu falo não - ela diz sim, se eu falo que nao pode - ela quer... e a gente fica nessa discussão.
A maioria das vezes a Cecília é uma menina boazinha...mas ultimamente ela está muito "mal criada". Me desafia, revira os olhos, finge que não me ouve, finge que não é com ela.
Eu conto até dez, sento com ela pra conversar, explico.. mas ontem ela estava com a macaca, decidida a esgotar toda minha calma, paciencia e psicologia infantil.
Eu fico super triste, porque sempre tento conversar e fazer o melhor e realmente não entendo porque ela se comporta assim..
Me controlo pra num dar uns tapinhas, porque eu sei que bater não resolve nada... mas também não posso simplesmente deixar ela fazer só o que ela quer fazer..

-Caso 1
Ontem fomos numa padaria comprar pão de queijo que ela adora, quando chegamos não tinha nenhum pronto, a moça da padaria falo pra eu sentar com a cecília e esperar, a Cecília saiu do meu colo e ficou parada na porta da "cozinha" eu falei pra ela não entrar porque la dentro tinha muitas coisas quentes, foi só eu terminar a frase a Cecília entrou correndo dentro do lugar, no que eu fui atras dela ela saiu correndo falando "você não me pega" ela quase encostou nas coisas quentes 2 vezes ate eu alcançar ela. E eu chamando a atenção dela e ela fingindo que eu nem estava falando nada e a moça da padaria falou "olha só a menina nem dá moral pra mãe". EU QUIS ENFIAR MINHA CARA NUM BURACO. Nem esperei o pão de queijo, comprei outra coisa e fui embora na mesma hora.

- Caso 2
Em casa Cecília não queria sentar pra comer, todo dia é essa briga, ela senta enfia a comida na boca depois deita no chão, anda pela casa, sobe no sofa e eu correndo atras dela, pedindo para ela ficar sentada pra comer direito.

-Caso 3
Depois que eu desisto de dar comida pra ela. Ela pede suco e eu faço com todo carinho, quando entrego o copo ela diz que não quer e joga o copo na pia.

Fora que agora eu tenho que ficar repetindo as coisas umas 3 ou 4 vezes até ela me obedecer.

 O que vocês fazem nesse tipo de situação que seu filho esta terrivel??
 Socorro, me ajuda?

10 comentários:

Aprendendo com Davi disse...

Mana,
n sei o q dizer, mas posso te oferecer um abraço!
Ajuda?

Marcia Pergameni disse...

Linda é mesmo difícil sabia!!! Tb tenho uma Cecília de 3 anos e o Antonio de um. ela esta nessa fase complicada. O que eu geralmente faço sobre a comida é colocar na mesinha dela pra ela comer. as vezes ela comer na sala. ai eu sento junto com ela e dou comida para os dois na cadeirinha. pirraça em locais públicos?? affffffffffff, deixo ela sozinha e saio. com o olhão comprido claro!!! ai ela percebe que não vai conseguir o que quer e vem atras de mim. E essa moça da padaria hein?? ela não tem filhos?? da próxima vez vc pergunta pra ela se a filha dela não faz pirraça? Seria muito grosseiro? kk Como diz a cecília, mamãe vai passar!!! bjus

Loreta disse...

Oi amiga,

Aff, passei ( e ainda passo) por isso direto! Meu filho está com 03 anos e meio e começou com isto, eu estava ficando desesperada sem saber mais o que fazer, chorava pra caramba de pensar q eu é que estava sendo uma péssima mãe, daí pedi ajuda da psicóloga da escola. Foi muito bom!
Ela me fez perceber coisas que eu não tinha percebido antes, por exemplo: qdo vc fala pra ela não fazer uma coisa (como entrar na cozinha) e mesmo assim ela entra e vc sai correndo atras dela é isso mesmo q ela quer q vc faça, digo isso pq o meu filho me pegou nesta várias vezes, até eu ignorar, ignorar de verdade (me mordendo por dentro, claro) mas, ele percebeu q não ia conseguir me abalar, daí passou!
Outra coisa q tem funcionado é o negócio de mais amor menos dor, eu sempre colocava ele no cantinho pra pensar qdo fazia destas, mas não estava adiantando pq qdo ele saia fazia d novo, daí a psicóloga disse que se o castigo não estava mais funcionando era pq ja tinha virado rotina, eu precisava sair da rotina, fazer o inesperado, então, um dia q ele começou com este mal comportamento e se jogou no chão eu me joguei tb, fingi q estava chorando e ele veio, desesperado, me abraçou e disse q não ia mais fazer.
É dureza, a gente tem que se armar de muita paciencia e amor! Fica calma, vai passar!

Bjos!

www.bagagemdemae.com.br
@bagagemdemae

Lilian Schulmann Cardoso disse...

Oi querida, meu filhote o Caio fez 3 aninhos dia 24 de maio, é um sapeca sim e olha todas as mamães passam por algum desespero ( risos) concordo com a amiga que não gostou do que a mulher da padaria disse REALMENTE ELE NÃO DEVE TER FILHOS E SE TEM DEVEM SER UNS ETS Deus me perdoe falar assim mas só pode né amiga.
Olha Caio realmente é muito quietinho , isso tem a ver com temperamento também, não posso reclamar nunca passei na rua situações assim mas em casa já passei por várias e vou ser bem sincera.
A Bíblia fala da vara e olha faz parte amiga a palmadinha, ou chineladinha .Odeio este povo querndo colocar essa lei que não pode dar palmadas e as psicologas que me desculpem não servem para todas as criaças a psicologia não.
Eu levei palmadas sim eu era terrivel, mas hoje estou formada me formei super cedo, estou casada, tenho minha família não morri.
Assim como nossos filhos que são gerados com amor, educados com amor e são a cada dia cheios de amor não vão morrer por causa de uma palmadinha.
Eu sou muito babona com crianças ainda mais com o Caio né kkkkk, mas sou bravinha também falo baixo mas falo bem séria, seguro ele sem machucar mas forte sabe não deixo ele se jogar essas coisas e explico o que preciso. A cadeirinha do pensamento ajuda bastante, e sabe se eles saem agente coloca de novo até eles se cansarem de brigar.
Mas eu uso a palmadinha num momento que percebo que é necessario, mas não espero ficar com raiva porque hipocrisia a parte né amiga as vezes agente fica com raiva de tão irritada.
Mas olha tudo isso faz parte.
Essa geração e MEGA INTELIGENTE até nos assusta por isso fazem isso, querem nos testar e pior é que as vezes é engraçado né.
tem dia que eu saio de perto e vou rir porque não aguento kkkkkk.
Mas quanto a rua vc tem que dizer a cecília que se ela fizer isso de novo vc não sai mais com ela e tem que cumprir amiga, deixa ela sem coisinhas gostosas DOIIIIII NO CORAÇÃO mas funciona.
Caio pode entrar em qualquer loja ate de brinquedos e precisa ver que amor de comportamento. MAS... MAS... ele já tentou uma única vez fazer coisa feia e eu simplesmente não sai mais com ele .
meu vizinho com 3 anos fez o pai correr a sao silvestre dentro do mercado. Sabe o que ele fez durante um ano não levou o filho mais no mercado e ele adorava ir.
Agora ele é um anjo dentro dos mercados.
Enfim querida não existe receita né, cada pequeno tem um jeito, mas agente vai se ajudando.
Um super beijãooooooooooooooo e fica calminha ta .
SUA FILHOTA É LINDAAAAAAAAAA

Michele Schefel disse...

Afeee se vc achar a solucao me ocnta pq eu tbem nao sei mais o q fazer hahaha eh a mesma coisa aqui em casa, e pra ajudar um menino, terrivel!!! ontem achei q ia surtar!!
ja me disseram pra nao desistir, dar bronca, colocar de castigo q um dia obedece... estou tentandooooo, pacienciiiiiaaaa bjos e boa sorte!
http://micheleschefel.blogspot.com

Rô, Vivi e Anna C. disse...

Tenny, querida !

Tudo bem ?
Estou com pouquissimo tempo ultimamente. Com o final do semestre na faculdade se aproximando, as coisa apertam.
Mas não pude deixar de passar aqui e deixar um recado.

Isso tudo é uma fase.
Cecilia é obediente e inteligente, ela sabe muito bem quando esta fazendo algo de errado. Mas ela não desobedece porque é mal criada, mas sim porque quer testar o que pode acontecer se ela realmente fizer o que não pode.

Bater, não educa ninguém. Nunca bati e também não pretendo. Você não combate uma malcriação com violência. Isso só vai gerar mais violência ainda.

Você pode (quando estiver com ela na rua) dizer assim "thau, Ceclia, vou embora e vou deixar você ai." Ela não vá atrás de você. Ou então se você não ligar muito para o que ela fizer, talvez ela pare.
Nessa idade eles querem é chamar a atenção. Então qualquer coisa é válida.

Outra coisa é que eu acredito que a psicologia pode resolver e muito. Ela serve para todo mundo. Quem sabe na escola, tenha uma psicológa que pode te dar umas dicas. Não estou falando para você levar a Cecília na psicologa, veja bem, estou dizendo para você conversar com uma e ver o que ela acha.

Cada criança reage de uma forma, então o que pode servir para Anna Clara, pode não servir para a Cecília e vice versa.

Mas tudo é válido, desde que se tenha muito amor e paciência. Pois gritar e bater, só vai deixá-la mais irritada. E ela pode até ficar com raiva de você.

Beijos, muitas saudades.

Ps: me envia depois fotos do seu sobrinho.

Kira! disse...

Saudades de você, e da Cecilia terrivelzinha! Não to conseguindo passar nos blogs e comentar por conta da correria...=/

Olha,a Beatriz é mais nova que a Cecilia e já tem suas vontades, não me obedece de forma alguma, e sim as vezes eu perco a paciência e surto, saio de perto me tranco no banheiro respiro e conto até 10 e volto para tentar conversar.

Mesmo eu não tendo experiencia, eu te aconselharia por exemplo no caso um, a dizer a ela que não poderiam mais comprar o pão de queijo por conta do mal comportamento dela, e voltaria para a casa. Depois conversaria com ela, tenta explicar que quando ela faz isso, você fica chateada e bla bla bla e que as pessoas ficam bravas se ela sair correndo loucamente assim, não sei se funcinaria com ela, mas asv ezes com os meus sobrinhos funcionam.


No caso do suco, a beatriz ja fez isso várias vezes, e sabe oque eu faço?Explico, e não faço mais suco.
Dai dou umtepo e faço novamente, e explico que se jogar novamente, já era!!!

Boa sorte, e quand for minha vez, vou chorar com vc. haha

Beijão
http://parabeatriz.blogspot.com

Diário da mãe e da filha disse...

Eu não sei o que dizer
Mas eu sei que é a primeira vez que conheço esse blog, AMEI com todas as palavras e vou passar a seguir e além disso vir aqui sempre
beijos

Piruetando com Ceci e Lú disse...

Oi também tenho uma Cecília, que é gêmea da Luísa e têm 03 anos... já viu que aqui a coisa é em dobro, rsrsrs. Uma coisa posso te dizer eles querem no fundo chamar nossa atenção, então o melhor a fazer, com bom humor e firmeza, é não entrar no jogo, claro que no caso da cozinha entraria para buscar pelo risco, mas imagine se fosse num ambiente menos perigoso, apenas falaria não entre ou simplesmente, se você entrar ficará sem o pãozinho e mantinha a promessa, aqui em casa funciona. Ignore esta moça da cozinha, não tem filhos, com certeza!!! No caso da comida, aqui temos uma regra: refeições são na mesa, ninguém corre atrás delas adulando para comer, se sair da mesa fica sem comer até a próxima refeição, não se trata de deixar filhas com fome, nem vão morrer por isto, mas de educar, se não comer no almoço, próxima refeição só no lanche, detalhe: lancha o que não comeu no almoço ou alimento nutricionalmente similar e não guloseimas. Quanto ao suco, se fizessem isso (jogar fora), ficariam sem suco, com certeza, não faria de novo nem por um decreto. Minha mãe diz que sou meio general, mas tem funcionado e antes de colocar a regra em prática, ela é combinada dentro da possibilidade de entendimento delas, amo muito elas e tenho certeza do amor delas por mim e pelo paizão que tem a mesma linha de pensamento.
Beijos

Anônimo disse...

Eu nao tenho problemas c m filho nao. ele eh bem bonzinho. mas as vezes sou de dar uns gritos qdo a paciencia acaba. castigo nessa idade nao resolve. normalmente as crianças me obedecem e os cachorros dos outros tb. acho q eh pq sou infantil, nao sei se eh isso. mas falo q nem criança e qdo fico brava elas obdecem.

bjs...