quarta-feira, 3 de março de 2010

O teste das fraldas

O terte das fraldas
A PROTESTE avaliou nove modelos de fraldas descartáveis e descobriu que a maioria é pouco absorvente e impede a respiração da pele do bebê

Bruna Menegueço

 Shutterstock
Escolher uma fralda descartável não é fácil. Qual seu filho vai se adaptar melhor? E a proteção? A PROTESTE (Associação de Consumidores) acaba de publicar o resultado de um teste feito com os 9 modelos de fraldas descartáveis das principais marcas. São elas Pampers, Turma da Mônica, Johnson’s Baby, Pom Pom e Sapeka. O teste foi feito com bebês robôs. Foram avaliados: absorção, proteção contra vazamento, conforto, praticidade e diferença no desempenho para meninos e meninas. CRESCER entrou em contato com todas as marcas para discutir os resultados. Os dados da pesquisa, de total responsabilidade da associação, estão a seguir:

Pampers
- Total Confort
(30 unidades): recebeu a melhor nota na avaliação. Segundo a PROTESTE, é a única que permite a respiração da pele do bebê. Também foi considerada a mais confortável porque tem a menor espessura. A marca perdeu pontos na absorção quando as fraldas foram avaliadas em meninos durante a noite e no quesito qualidade do adesivo. Por fim, foi considerada a mais cara em todos os estados.
- Super Sec (32 unidades): não foi tão bem nos testes como o outro modelo da mesma marca, mas atingiu níveis aceitáveis. Teve a melhor nota na avaliação de peso e do adesivo. Mas foi considerada ruim por impedir a respiração da pele do bebê.
Resposta do fabricante: a empresa alega que o adesivo usado nos modelos avaliados é exatamente o mesmo e, por isso, não entende a metodologia aplicada. Testes feitos pela marca mostram que a eficiência é a mesma para meninos e meninas.

Turma da Mônica
- Tripla Proteção
(32 unidades): foi bem no teste de absorção durante o dia e na qualidade do adesivo. Mas falhou na avaliação da absorção durante a noite para meninas. A fralda vazou antes de absorver 200 ml de líquido. O preço mais em conta é um dos pontos fortes.
- Básica (20 unidades): teve a menor nota no teste e levou o selo NÃO COMPRE. Apesar do preço baixo, o modelo recebeu avaliação fraca nos critérios espessura e absorção durante o dia e à noite para meninos. Segundo o teste, esse modelo impede totalmente a respiração da pele e, por isso, levou a menor avaliação.
Resposta do fabricante: até o fechamento dessa reportagem CRESCER não recebeu resposta.

Johnson’s
- Baby Ultra Seca
(32 unidades): oferece boa relação custo-benefício. Foi bem avaliada nos critérios de peso, qualidade do adesivo e absorção. Segundo a PROTESTE, deixou a desejar nos itens espessura e respirabilidade.
- Baby Básica (28 unidades): Ficou em um nível aceitável. Assim como a maioria das marcas, o modelo impede a respiração da pele do bebê e prejudica o conforto porque o modelo é muito grosso. Recebeu notas baixas na absorção de dia e noite para meninos.
Resposta do fabricante: a marca informou que não teve acesso às metodologias utilizadas na pesquisa. Diz que usa na composição das fraldas uma combinação de materiais que garantem a proteção e conforto para os bebês.

Pom Pom
- Top Confort
(27 unidades): não teve um bom resultado para os meninos, mas foi considerada aceitável para as meninas. Teve notas boas nos quesitos peso, espessura e qualidade do adesivo. Foi a única considerável aceitável na respirabilidade da pele.
- Conforto Básico (27 unidades): ela pesa 30% a mais que a média - o que pode causar desconforto no bebê . Teve boas notas no critério de absorção, espessura e adesivo. O preço, no entanto, é alto pela relação custo-benefício.
Resposta do fabricante: até o fechamento dessa reportagem CRESCER não recebeu resposta.

Sapeka Azul (24 unidades): tem o menor preço do mercado. Seu maior problema é a espessura - ela tem quase o dobro da Pampers . Significa que é ainda mais grossa. Teve uma performance fraca na avaliação de absorção para meninos. Vazou com menos de 180 ml de líquido durante o dia.
Resposta do fabricante: até o fechamento dessa reportagem CRESCER não recebeu resposta.

*********------*********
Eu simplesmente amei esse teste!!!
Quando a gente tem filho, o maior gasto que temos é com as fraldas descartáveis. Durante esse 1 ano e 2 meses eu já esperimentei várias marcas na minha filha. E cada mãe/pai tem a sua marca predileta, mas tudo depende também do custo que cada um pode ter com esse item, porque venhamos e convenhamos elas não são nada baratinhas!
Eu ja tive um gasto de cerca de R$ 150 por mês só com fraldas!!!
Cecília ja usou: Pampers (básica, total confort e noturna/diurna), Turma da Mônica (básica, tripla proteção e noturna), Johnson’s, Cremer, Sapeka...
Logo que a Cecília nasceu eu usava a Pampers (básica) porque ela não era tão cara e até tinha uma durabilidade boa, cheguei a fazer um mini estoque durante a gestação, mas conforme minha filha foi crescendo o xixi também foi aumentando e foi quando experimentei a fralda Turma da Mônica (tripla proteção) e esta é a que eu mais gostei no quesito absorção, conforto e durabilidade (ela resistia a noite toda sem vazar), depois passei usar a fralda Turma da Mônica noturna para não acontecer acidentes durante a noite e esta fralda tem uma absorção muito maior.
Eu não gostei da fralda da  Johnson’s, achei ela muito grossa e o tamanho desproporcional comparada as outras, exemplo, a Cecília usava fralda P da Pampers já a da Johnson's ela tinha que usar M porque a P é do tamanho de uma RN (muito pequena) e ela também não tem uma absorção muito boa e vaza fácil. Apezar de outros produtos Johnson’s serem de ótima qualidade a fralda deixou a desejar.
Eu acho que deveriam ter mais desse tipo de teste, porque é muito bom pra nós pais sabermos se a fralda que a nós usamos nos nossos bebês são de boa qualidade mesmo, mas fica a dica para experimentar  várias marcas de fraldas descartáveis até encontrar uma fralda preferida pra mãe e confortável e segura para o bebê.

Beijos.

3 comentários:

Marilia Mercer disse...

Muito bom o teste!
Eu gostava da Top Confort, só tinha um problema, o coco ia TODO para as costas!
Mas não sei o que fizeram que com a outra linha da Pampers, a Noturna Diurna não faz mais isso e eh muito mais macia.

BjoS!

Laura de Oliveira disse...

Teh,

Acabei de ler o post: o teste é ótimo, mas é como você falou, tem que experimentar pra ver o que dá certo com a gente. Então, o Samuel só usou a pampers total confort. Ele se adaptou a ela desde o começo e não teve alergia, por isso falo que tive muita sorte! Porque foi logo de primeira.

Agora, como é caro, não é? É punk mesmo!
Às vezes eu fico pasma com o valor das fraldas aqui em Brasília, nunca comprei nenhum pacote por menos de 12 reais, não sei, acho muita grana pra gastar com fralda... esse povo explora a gente.

Não sei se vc lembra, tinha uma que era uma tanguinha, da pampers, era mais fresquinha e era muito boa, mas eu nunca mais achei dela aqui, acho que saiu de linha...

BjO

Fernanda Holt Almeida disse...

Olá
Faço assessoria de imprensa para o Grupo Sapeka e gostaria de ter seu contato (e-mail e telefone) para poder te enviar informações sobre as fraldas. Poderia me enviar, por favor?
Atenciosamente,
Fernanda Holt Almeida
Approach
(11) 3846-5787
fernanda.almeida@approach.com.br
www.approach.com.br