segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Sem drama para cortar as unhas

Por Adriana Toledo
Até os 2 anos de idade, o momento de cortar as unhas é sempre uma tensão para as mães, que se apavoram diante dos dedos frágeis e delicados. Não é para menos. “A unha dos pequenos é mais mole, semelhante a uma pele endurecida”, alerta a dermatologista Denise Steiner, de São Paulo. “Por isso, são necessários alguns cuidados para prevenir ferimentos ou inflamações.” Antes de tudo, lave bem as mãos – as suas e as da criança – com água morna e sabonete. Use uma tesoura ou um cortador infantil. Fique de olho para não se confundir e ferir a pele. Procure realizar um corte mais reto, sem cutucar os cantos, que tendem a inflamar com facilidade. O ideal, nessa idade, é repetir o procedimento semanalmente para evitar que a criança se arranhe. Já as unhas dos pés podem ser aparadas uma ou duas vezes por mês.

Um comentário:

Leila Silvia Almeida disse...

Tenikey,essas dicas com as unhas dos bebês ,são otimas.E a Cecília e uma fofa.